DEUS E O DIABO: A MESMA PESSOA? AS DUAS FACES DA MESMA MOEDA?

Em muitas culturas antigas, podemos claramente ver o conceito da dualidade entre o bem e o mal, entre “as trevas e a luz”, por vezes personificados na figura de deuses oponentes, criados pelo imaginário humano, os quais viveriam numa eterna batalha, sem, porém, nunca conseguirem se destruir, num verdadeiro infindável espetáculo de teatro.

Já, em outras culturas e vertentes, bem e mal, embora opostos, viriam de uma mesma fonte, se complementando e coexistindo de forma positiva e necessária, devendo nós, humanos mortais, encontrarmos o meio termo, o equilíbrio entre eles como sendo o ideal para as nossas vidas.

Na tradição judaico-cristã, dualista, o deus Jeová seria, em teoria, a personificação de toda a bondade, amor, verdade e virtude, enquanto que, opostamente, Satanás, também tratado por Diabo e Lúcifer, personificaria a maldade, o ódio, a falsidade, o engodo e a desonradez.

Ao pesquisarmos em um dicionário, verificamos a seguinte definição da palavra bondade: “Disposição natural que nos leva a fazer bem e nunca mal; qualidade de quem é bom”. Acrescentaria eu, ainda, que, se tiver essa pessoa (boa) poder para repelir ou conter o mal, assim deveria, pela lógica, fazê-lo. A omissão, claramente, nesse caso, em hipótese alguma, poderia ser considerada um ato de bondade ou uma virtude.

O paradoxo do deus judaico-cristão

A Bíblia, considerada o livro sagrado dos cristãos e dos judeus (nesse segundo caso, apenas o Velho Testamento), em princípio, reclamaria para o seu deus Jeová somente atributos virtuosos, tais como: bondade, benignidade, justiça, equidade, imparcialidade, sensatez, imutabilidade, tolerância, condescendência, moralidade, etc.

Entretanto, paradoxalmente, em diversas passagens daquele livro sagrado, podemos claramente ver atitudes daquele mesmo deus em notório conflito com as virtuosidades pretendidas, destacadas logo acima, fazendo o papel de verdadeiro vilão tirano, sanguinário, intolerante, sádico, vingativo, hipócrita, contraditório e injusto, como cito:

1) No relato bíblico do êxodo de Israel, lemos que Jeová, a princípio, parecia querer unicamente a libertação do povo judeu do jugo egípcio, algo justo e nobre, o que revela-se depois, em verdade, falso quando ele diz que “endureceria o coração de faraó” para que não os libertasse, a fim de demonstrar seu poder (leia-se: “arrasar o país”): “Eu, porém, endurecerei o coração de Faraó e multiplicarei na terra do Egito os meus sinais e as minhas maravilhas.” (Êxodo 7:3);

2) No livro de Juízes (9:23), “Deus suscitou um espírito mau entre Abimeleque e os cidadãos de Siquém; e estes procederam aleivosamente para com Abimeleque”;

3) Em 1 Samuel 16:14, lemos: “Ora, o Espírito do Senhor retirou-se de Saul, e o atormentava um espírito maligno da parte do Senhor”;

4) Em Isaías 45:7, Jeová afirma: “Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu sou o Senhor, que faço todas estas coisas”;

5) Em Jeremias 18:11 está escrito: “Ora pois, fala agora aos homens de Judá, e aos moradores de Jerusalém, dizendo: Assim diz o senhor: Eis que estou forjando mal contra vós, e projeto um plano contra vós; convertei-vos pois agora cada um do seu mau caminho, e emendai os vossos caminhos e as vossas ações”;

6)  Em Josué 7:24-26, está registrada a morte de todos os inocentes filhos de Acã, além de todos os seus animais, que foram apedrejados e queimados, por causa de sua desobediência (“pecado”), numa descarada contradição com a palavra do mesmo deus “imutável” de que cada um morrerá pela sua própria iniquidade (Jeremias 31:29) e A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniquidade do pai, nem o pai levará a iniquidade do filho, A justiça do justo ficará sobre ele, e a impiedade do ímpio cairá sobre ele (Ezequiel 18:20), noutra claríssima demonstração de injustiça divina. Além do que, os dois textos citados, de Jeremias e Ezequiel, revelam a incoerência existente na doutrina do “pecado original”, onde o erro de um, Adão, teria feito com que todos “pecassem” e fossem, por isso, punidos e destinados ao sofrimento no inferno.

7) Em Levítico 20:10, o mesmo deus que não faz acepção de pessoas, diz: “O homem que adulterar com a mulher de outro, sim, aquele que adulterar com a mulher do seu próximo, certamente será morto, tanto o adúltero, como a adúltera. No entanto, Davi adulterou com Bate-Seba, e, como agravante, premeditadamente ainda mandou que seu marido fosse colocado na frente de batalha para que fosse morto, de maneira a se livrar dele para poder ficar com ela. Porém, apesar do mandamento, nenhuma punição ele ou ela sofreram por isso, tendo a “justiça divina” recaído sobre a inocente criança nascida da relação pecaminosa.

8) 2 Reis 2:23,24: “Então subiu dali a Betel; e, subindo ele pelo caminho, uns meninos saíram da cidade, e zombavam dele, e diziam-lhe: Sobe, calvo; sobe, calvo! E, virando-se ele para trás, os viu, e os amaldiçoou no nome do SENHOR; então duas ursas saíram do bosque, e despedaçaram quarenta e dois daqueles meninos.“ Nesse episódio, Eliseu se sente grandemente ofendido por ter sido chamado de careca por algumas crianças e amaldiçoa-as “em nome do Senhor” e, “justificadamente”, dada à gravidade do ocorrido pois foi “terrivelmente humilhado”, duas ursas saem do bosque e despedaçam 42 daquelas crianças.

9) Em 2 Samuel 24:1: “A ira do Senhor tornou a acender-se contra Israel, e o Senhor incitou a Davi contra eles, dizendo: Vai, numera a Israel e a Judá.”;

10) Apesar de, como visto acima, ter sido ele mesmo, Jeová, quem mandou Davi levantar o senso, este resolve castigar todo o povo por isso, como se Davi tivesse feito algo errado: “Mandou, pois, o Senhor a peste a Israel; e caíram de Israel setenta mil homens.” (1 Crônicas 21:14). Percebe-se claramente que ele mesmo, deus, provoca uma determinada situação para depois poder usar como desculpa para punir!

OBS: Os textos de 2 Samuel 24:1 e 1 Crônicas 21:1, acima citados, são paralelos, registrando ambos o mesmo episódio. Porém, em 2 Samuel, quem teria incitado Davi a levantar o senso seria “o Senhor”, mas em 1 Crônicas, teria sido “Satanás”, dando margem a se entender que tanto o mal quanto o bem, como apoiado pelos textos anteriormente citados, procedem do mesmo deus, tendo sido a figura de “Satanás” criada para ser o seu instrumento de malignidade.

“Deus deseja prevenir o mal, mas não é capaz? Então não é onipotente. É capaz, mas não deseja? Então é malevolente. É capaz e deseja? Então por que o mal existe? Não é capaz e nem deseja? Então por que lhe chamamos Deus?” (Epicuro).

“Se existisse um Deus bondoso e todo-poderoso, teria feito exclusivamente o bem” ( Mark Twain).

“Sempre que a moralidade baseia-se na teologia, sempre que o correto torna-se dependente da autoridade divina, as coisas mais imorais, injustas e infames podem ser justificadas e estabelecidas.” (Ludwig Feuerbach)

O mítico personagem Satanás / Lúcifer / Diabo:

Esse personagem é encontrado no Velho Testamento apenas nos livros de 1 Crônicas, já citado acima, Jó e Zacarias.

1 Crônicas e Zacarias nada nos revelam sobre a natureza de sua pessoa, sendo mostrado apenas como alguém que incitou Davi a levantar o senso do povo, no primeiro, e alguém que se opôs ao sumo sacerdote Josué, no segundo.

No livro de Jó, este é apresentado meramente como um dos “filhos de deus”, possivelmente um “anjo”, o qual foi usado por deus como instrumento para provar a fé” do pobre Jó (leia-se: arrasar com sua vida!), restituindo-lhe, num “final feliz” (se é que alguém poderia concordar com isso), tudo novamente.

O conceito do personagem Satanás como sendo “o tentador”, “o sedutor”, o “poderoso arqui-inimigo de deus” e o “inimigo das almas dos homens”, como crido nos dias de hoje pelos cristãos, foi forjado fora do contexto do Velho Testamento, à semelhança dos conceitos de vida eterna e do inferno, também inexistentes naquele compêndio, certamente pela influência de idéias e mitologias herdadas de outros igualmente supersticiosos povos antigos.

Conclusão: À vista dos muito claros e exemplificativos textos bíblicos expostos acima, podemos ver que, paradoxalmente, tanto bem quanto mal, indiferentemente, procedem da mesma pessoa, o deus bíblico Jeová, o qual, pelo óbvio motivo de ter sido criado por homens, os líderes judaicos, é ali retratado com qualidades e paixões puramente humanas, sendo tirano, sanguinário, intolerante, sádico, feroz, ciumento, vingativo, misógino, homofóbico, hipócrita, contraditório e injusto. O personagem Satanás não passa de seu alter ego, aquele que realiza seus “serviços sujos”.

“O homem criou deus à sua imagem: intolerante, sexista, homofóbico e violento.” (Marie de France)

Anúncios

Sobre Irineu Costa Junior

Ex-fanático religioso (evangélico por cerca de 30 anos), hoje ateu militante contra as religiões, igrejas, líderes religiosos e superstições em geral, a favor e defensor da ciência, da lógica, da razão e do bom senso.
Esta entrada foi publicada em Religião. ligação permanente.

21 respostas a DEUS E O DIABO: A MESMA PESSOA? AS DUAS FACES DA MESMA MOEDA?

  1. Sidney diz:

    Parabéns Irineu, mais um texto brilhante. Usando a Bíblia para demonstrar que o Deus judaico-cristão não é melhor ou diferente dos deuses gregos. Um deus vaidoso, rancoroso, vingativo, etc… Sobre o livro de Jó, alguns acham que é uma parábola, outros como aconteceu literalmente, sem querer falar sobre isso, é inútil, pois toda a Bíblia é uma coleção de estorinhas inventadas, quero salientar que no caso de Jó, o final feliz foi só para ele, os servos, os filhos que ele perdeu simplesmente foram repostos por outros servos e filhos. Onde está a dignidade, a valorização da vida? Livro de Jó é o livro-mor dos bajuladores, dos seguidores cegos, dos não-pensantes.

  2. Contabil Soberano diz:

    Oi Irineu. Demorei, mas li o texto e deixei registrada minha resposta, acredito que deu certo dessa vez, a resposta ficou no lugar certo. Abraço

    Sidney

  3. ari francisco diz:

    sem palavras … simplesmente claro … nem tem como rebater.;..

  4. Lazaro diz:

    Texto super inteligente, pelo que você constatou, nós estamos pagando pelo pecado de Eva e Adão, realmente isso é super injusto vindo de um Deus que se julga ser justo e no novo testamento Jesus Cristo morreu para nos salvar de quem? resposta dele mesmo! Para acreditar na bíblia tem que ser um completo idiota, eu acredido que existe um ser que criou esse universo, mas ninguém o conhece nem ele faz questão disso, vai entender! até.

  5. Muito booom!!! Adorei!!! Vou mostrar a todos os cristãos intolerantes que conheço!! Quero ver conseguirem rebater!!! Se algum não mudar depois disso, é pq não quer mesmo.. Mas rebater não vai conseguir.. Provavelmente vão falar: “Ta maluca! Não conteste a bíblia e nem Deus”.. E vão morrer ai, sem argumentação lógica pra isso!! Ficou perfeito!!!

  6. É bem provável. O senhor dos exércitos parece gostar muito de sangue fresco. Ao longo de todo Velho Testamento quando não está esfolando vivo alguma criatura, está fazendo ameaças terríveis e se banqueteia de intermináveis holocaustos: oferta de odor agradável.

  7. Jose al do da silva diz:

    Minha única opinião segue em raciocínio lógico. …Deus é o tal DIABO são a mesma pessoa ! Vejamos como um ser tão perfeito como dita os livros religiosos pode causar ou deixar ser causado tanto mal para suas criaturas? Não intendi ! Há quem vai falar de livre habitrio, porém eu digo livre harbitrio para fazer o mal ?

    • Jose aldo da silva diz:

      Pois e….. Nunca vi um criador deixar outro destruir suas criaturas,tem mais como ele sendo Perfeito iria criar algo tao terrível conforme relata a bíblia ? que destro e seus planos ???

  8. Rodolfo diz:

    Podemos fazer qualquer especulação, podemos até supor que exista um suposto salvador que a grande maioria chama de deus, mas Eu vim da evolução, não tenho deus como salvador nem tenho deus como coisa alguma. Mas sigo o bem, sim esse é o caminho, viva bem, faça o bem, vc vai morrer feliz, se vc olhar para trás na sua vida não vai ter arrependimento se vc fizer bem feito.

  9. Rodolfo diz:

    Um suposto deus e um suposto satanás os dois são apenas uma ilusão na evolução da raça Humana. A evolução é um fato, na bíblia fala que a Terra tem 6000 anos é mentira em 6000 anos não daria tempo de ter e se extinguido os dinossauros e depois a evolução do Homem. Esse negócio da igreja é uma balela para roubar dinheiro, cobrado como dizimo.

  10. Rodolfo diz:

    Eu não te julgo, mas espero que você faça sua auto critica e veja que a evolução é um fato e deus nunca existiu.

  11. Rodolfo diz:

    Vivo muito bem sem ter um deus, Eu sei muito bem o que posso ou não posso fazer nunca precisei de um deus

  12. Rodolfo diz:

    Quando uma criança tem um amigo imaginário o que você faz? Leva ela num psicólogo ou num psiquiatra. Quando um adulto tem um salvador IMAGINÁRIO o se faz com essa pessoa? Você tem um salvador imaginário acorda esse deus não existe!

  13. Rodolfo diz:

    Deus e o Satanás são os melhores amigos e ficam tirando uma da sua cara seu primata!

  14. Rodolfo diz:

    Evolua! A evolução é real deus é ilusão!

  15. Rodolfo diz:

    Eu duvido que a moderação poste a verdade eles vão continuar na mentira, vão acreditar num suposto deusinho que não representa a verdade. Olha e veja se a evolução, não é a verdade! Mas quero ser enganado, vou acreditar! Acorda! Você tem que ser do bem porque você escolheu ser do bem e não por medo de um suposto salvador que nem existe de fato, por medo de para um inferno. O paraíso e o inferno é você que cria, se na sua vida você criou o paraíso a sua volta você vai viver no paraíso, mas se você criou o inferno vai viver no inferno, sem deus ou satanás não existem, isso é uma invenção para te tirar dinheiro. Você sabe que a religião é multimilionária! Só você é pobre!

  16. Rodolfo diz:

    É isso mesmo não tenho esse deusinho

  17. Rodolfo diz:

    Sinto muito mas não engulo esse negócio de religião e deus, não passa de um negócio. Mas sei que as igrejas tem que pagar água e luz se não cortam, tem que tirar do dizimo que os otários pagam. Sempre tem um otário pra pagar um deus inventado

  18. valdemir nunes diz:

    Tenho 60 anos de idade , sempre fui um homem da ciência , questiono tudo que tenho duvidas. Tantos estudiosos da bíblia que respondem perguntas enrolando.como por ex. O que fazia o demônio no paraíso? Os animais que desembarcaram da arca de noé viajaram por quanto tempo para seus territórios de origem ? Quem foi a primeira filha de eva? Caim foi expulso do paraíso e viajou para bem distante. Onde caim conheceu a esposa? Era filha de quem? No êxodo, por que deus onipotente mede forças com o faraó e usa intermediário para ameaçar e intimidar ?
    Qual a origem de deus?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s